(+55 11) 3081-3556 contato@polzer.com.br

Tag: reciclagem

Sustentabilidade nas empresas no retorno das suas atividades

A pandemia do Covid-19 causou e causará mudanças comportamentais voltadas a proteção da saúde pública. Então, como nos proteger, retomar as nossas atividades econômicas e sociais e não causar danos ao meio ambiente? Esse texto tem como objetivo responder essas e outras questões e provar que é possível ser sustentável e garantir a saúde de todos.

 

Qual a relação entre o meio ambiente e o nosso estilo de vida?

Estamos muito atrasados quando falamos em desenvolvimento sustentável. A ideia por trás desse conceito seria o equilíbrio entre os ganhos econômicos, o impacto das atividades sobre o meio ambiente e o respeito ao ser humano, garantindo os recursos naturais para as próximas gerações.

Muitos estudos publicados sobre as mudanças climáticas são unânimes em dizer que fomos longe demais. Estamos eliminando as florestas e reservas naturais, não respeitamos os animais e o seu habitat, enterramos dinheiro quando enviamos tudo para os aterros sanitários, parte da população não tem acesso a saneamento básico de qualidade e ainda vive em condições subumanas.

É necessário rever os nossos valores e hábitos. Devemos fazer um esforço conjunto ou iremos caminhar para a nossa extinção. Valorizar a família, os amigos, a natureza, as experiências em detrimento ao acúmulo de objetos. Ter mais valor ao invés de ter mais coisas. Cada ação representa um impacto ao meio ambiente e temos que gerar mais impactos positivos que negativos.

 

Sempre evoluir, nunca regredir

Em muitas empresas conseguimos substituir os copos e outros descartáveis. Seria uma regressão voltar a utilizar descartáveis com a falsa ideia de proteção à saúde pública. Ao utilizar descartáveis aumentamos a contaminação de toda a cadeia, do coletor de resíduos, às cooperativas de catadores. Os copos ficam em um display, que tem contato com todos que passam no local. Ao passo que, a caneca permanente não é compartilhada, cada funcionário tem a sua e é responsável pela higienização. Poucas pessoas pensariam em utilizar descartáveis em suas casas, então por que temos que usar no trabalho? Além disso, o uso de itens permanentes representa melhor custo benefício para a empresa, um fator importante em um momento de redução no faturamento.

Essa fase que estamos vivendo é um alerta para evoluirmos e isso significa reduzirmos a nossa pegada ecológica. É tempo de refletir sobre as atividades e buscar soluções que sejam corretas do ponto de vista econômico, social e ambiental.

 

Dicas de sustentabilidade para a sua empresa

As dicas a seguir tem como objetivo proteger a saúde das pessoas de forma sustentável e incentivar novos hábitos dentro da sua empresa:

  • Forneça máscaras de pano laváveis de micro empreendedores. É mais econômico, não geramos resíduos e ainda ajudamos pequenos negócios;
  • Estimule que cada funcionário tenha os seus utensílios permanentes e seja responsável pela sua higiene, sem compartilhamento: caneca, conjunto de talheres, toalha de mão, canudinho de metal, pote permanente da marmita, garrafinha de água etc.;
  • Mantenha as saboneteiras sempre abastecidas e promova campanhas para a lavagem correta das mãos (os microrganismos são eliminados durante a lavagem com água e sabão, a etapa de secagem tem pouca influência na higienização podendo ser realizada com secadores elétricos, papel toalha ou cada usuário ter a sua toalha permanente de pano);
  • Incentive a não geração de resíduos, buscando soluções para a redução no uso de papel e plástico, por exemplo;
  • Separe os resíduos recicláveis para a cooperativa de catadores de forma adequada, os resíduos precisam estar limpos e organizados. Se possível armazene por mais tempo os materiais antes de descartar;
  • Incentive e implante a compostagem dos resíduos compostáveis (borra de café, cascas de frutas e verduras, sachês de chá etc.);
  • Respeite o distanciamento, evitando aglomerações;
  • Promova reuniões e atividades de forma virtual sempre que possível;
  • Valorize e envolva a equipe nas ações de sustentabilidade, oferecendo treinamentos e workshops sobre o tema.

Por isso, é que acreditamos que pequenas ações movem o mundo. Todas essas ações somadas, cada um fazendo a sua parte, evitaremos novas pandemias e teremos um ambiente mais saudável e justo para cada ser vivo.

Obrigada,

Equipe Polzer Ambiental

Consultoria focada em projetos de desenvolvimento sustentável.

@polzerambiental

www.polzer.com.br

Campanha – Menos resíduo, mais valor!

Nas minhas andanças por aí resolvi criar uma série de apontamentos sobre os resíduos no meio urbano. A ideia é chamar a atenção para o desperdício de recursos e o poder que temos como consumidores de exigir mudanças rumo ao desenvolvimento sustentável!

Acompanhe os posts e seja também um agente de mudança!

CASACOR rumo ao zero waste!

Na CASACOR conseguimos reutilizar e reciclar 98% dos resíduos gerados. Tudo é aproveitado, nada se perde. Visite a mostra e venha conhecer a nossa central de valorização de resíduos.

Durante a montagem do evento conseguimos valorizar 99,5% dos resíduos gerados, desviando os materiais para a reciclagem, compostagem e doação.
O entulho encaminhamos para uma empresa que transforma os resíduos em agregados não estruturais, sendo amplamente utilizado em pavimentações de ruas e calçadas.
O gesso é encaminhado para as cimenteiras e fábricas de refratários.
A madeira, parte foi doada para as equipes que estavam trabalhando no evento e para ONGs e o restante é encaminhado para biomassa e reúso como cavaco e peças de artesanato.
Os materiais recicláveis são encaminhados para as cooperativas de catadores e aparistas.
Resíduos de terra, sobras de tapete de grama, areia, pisos, tecidos, etc., tudo o que for possível aproveitar é destinado como doação.
Os resíduos orgânicos do refeitório e as podas de jardinagem e varrição de folhas vão para a compostagem. Durante a montagem conseguimos compostar 1 tonelada e esperamos terminar o evento com 5 toneladas. Parte do adubo gerado foi utilizado pelos paisagistas nos próprios espaços.

Observação: Foto do espaço Syhaus / Arthur Casas

 

Reciclagem de Lâmpadas

Saiba como destinar suas lâmpadas. Esse material contém componentes tóxicos e devem ser entregues nos pontos de coleta, não deixe de fazer a sua parte!

O primeiro PEV (ponto de entrega voluntário) foi instalado em dezembro de 2016 e hoje já temos mais alguns pontos. e o objetivo é universalizar essa coleta atendendo todo o Brasil.

“No Brasil, a demanda para o tratamento de lâmpadas atinge 300 milhões de unidades e somente 6% são encaminhadas para a reciclagem (1). A logística reversa das lâmpadas constitui um dos programas com mais obstáculos a serem implementados como: o correto acondicionamento das lâmpadas em uma caixa apropriada para que sejam acumuladas para a coleta no caso de grandes geradores; a falta de pontos de coleta para consumidores em geral; a falta de incentivos no setor e o alto custo de toda a cadeia. Outro fator agravante são as lâmpadas que chegam de forma ilegal ao país e que competem com as lâmpadas nacionais (2)”

 

O programa de logística reversa de lâmpadas teve início em 2017 e já conta com vários pontos de coleta. Para saber o ponto de coleta mais perto de você basta acessar o site da reciclus (responsável pela logística reversa das lâmpadas) e colocar o seu CEP.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(1) MATOS, Waleria. Por um mercado mais sustentável. Revista Lumière Electric. Instalações e materiais elétricos, São Paulo, ed. 211, p. 39-42, nov. 2015.
(2) Polzer, Verônica. Desafios e perspectivas rumo ao gerenciamento integrado de resíduos sólidos nas cidades brasileiras: contribuições a partir de estudos de caso europeus. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) – Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2017.