(+55 11) 3081-3556 contato@polzer.com.br

Archive for Mês: novembro 2015

Lixo Oceânico

2015-06-14 14.36.25

O Jornal Nacional ontem (03/11/2015) apresentou uma matéria sobre a poluição nos oceanos. Vale a pena ver o video e a reportagem no link abaixo:

Pesquisa descobre para onde lixo jogado nos oceanos é arrastado

Venho comentando sobre esse assunto desde o meu mestrado e gostaria de chamar a atenção para o tema. Você sabia que 80% desses resíduos tem como origem o continente? Somente 20% vem das embarcações. Toneladas de resíduos produzidas diariamente nas nossas cidades chegam até os rios e dos rios atingem os oceanos. Desde micro resíduos, que as pessoas não dão importância ao descartarem no chão, como papel de bala e bitucas de cigarro até sacos de lixo que são simplesmente jogados em terrenos baldios, calçadas ou ainda diretamente nos corpos d’água.

Os resíduos acumulados nos giros oceânicos já ultrapassam duas vezes o território do Brasil!! Para cada 1kg de plâncton (“alimento do ecossistema aquático”) há 6kg de resíduos marinhos, a maioria plástico. Além disso as algas marinhas são responsáveis pela produção de 55% do oxigênio liberado no planeta. As florestas também produzem oxigênio mas a grande maioria é consumida ali mesmo, portanto, dependemos do oceano também para respirarmos!

A situação é dramática mas como podemos ajudar?
Primeiro, reduza a sua produção de resíduos e o seu consumo! Evite utilizar sacos plásticos e materiais descartáveis, como copos plásticos, por exemplo. Leve sempre a sua caneca com você! Eu tenho uma pequena caneca metálica que deixo na bolsa, é leve e fácil de carregar. Leve sua ecobag também com você, assim poderá sempre recusar as sacolinhas plásticas. Planeje suas refeições e compre somente o necessário, evite o desperdício de alimentos. Essas e outras ações irão reduzir muito a produção de resíduos.

Se o resíduo foi produzido, separe-o para reciclagem ou compostagem. Na minha casa separo em 3 frações: recicláveis, orgânicos e rejeitos (material que não pode ser reciclado ou compostado). Fazendo essa separação você irá se surpreender com a redução na quantidade de rejeito produzida e que vai para o aterro sanitário. O desafio é produzir menos resíduos, reciclar e compostar o restante e e enviar o mínimo possível para os aterros! Se cada um fizer a sua parte nós conseguiremos! Não é dificil, é como incorporar um novo hábito. Depois de alguns dias já fará parte da rotina, como escovar os dentes, por exemplo.

Mais algumas dicas: ao separar os resíduos para a reciclagem, reduza o volume do material, amassando garrafas plásticas e mantenha tudo limpo e seco, isso irá facilitar o transporte e a triagem. As caixas de papelão também devem ser desmontadas. Quanto mais organizado estiverem os resíduos mais fácil será a triagem na cooperativa de catadores. Por isso, ainda organizo em papel, metal, vidro e plástico. Aproveite as próprias embalagens para organizar seus resíduos.

Em relação aos orgânicos você pode destiná-los para uma composteira caseira ou minhocário e depois usar o adubo nos seus vasos ou doar para os amigos. O minhocário você pode comprar pronto para o uso, já com as minhocas que irão acelerar o processo de compostagem, em dois meses você já terá o seu adubo. Ou você pode optar por uma composteira caseira sem minhocas. Pode usar caixas de plástico ou bombonas de azeitona ou outro container plástico que tiver em casa, coloque um pouco de terra seca e alterne com matéria orgânica, folhas secas e terra. Mantenha o material orgânico sempre coberto assim não terá problemas com insetos!

Quem precisar de ajuda ou tiver alguma dúvida sobre reciclagem e compostagem entre em contato, estou à disposição!

Verônica Polzer
Gerenciamento de resíduos sólidos
veronica@polzer.com.br
(11) 97123-1230
www.polzer.com.br
www.souresiduozero.com.br